ESCOLAS DE SALVADOR SOFREM COM EVASÃO DE ALUNOS


A crise financeira instalada pelo coronavírus fez muitos alunos deixarem o ensino particular na Bahia. O porta voz do Grupo Valorização da Educação (GVE), Wilson Abdon explicou que a lei que obriga as escolas particulares a reduzir a mensalidade em 30% somado a falta de capital gerada pela crise vai fazer muitas escolas podem ser obrigadas a fechar em Salvador.
“Temos escolas hoje na Bahia com 100% de evasão na capital. Ou seja, de 200 alunos nenhum efetuou a rematrícula. O que esses alunos vão fazer? Outras instituições tiveram 50% outras 80% então a situação é muito complicada. Essa lei que reduz a mensalidade vai dificultar ainda mais a situação da educação na Bahia”.
O porta-voz classifica a medida aprovada pela ALBA como maléfica para educação e populista. “Eu acho que só quem tem a perder com essa medida que reduz em 30% as mensalidades é a educação do país. As crianças e jovens saindo das escolas particulares e a rede pública pode abraçar todos? Como vai ficar essa situação? Pra onde as crianças e jovens vão”, disse.
A redução máxima de 30% será para as instituições de ensino infantil e educação básica; O percentual de 25% ao ensino fundamental; 22,5% ao ensino médio e novamente 30% nas instituições de ensino superior em todo o estado da Bahia. “As instituições de ensino que descumprirem os dispositivos estão sujeitas a multa de 100% sobre o valor da mensalidade de cada aluno que não tenha obtido a redução”, diz o texto, que passa a valer a partir da publicação da lei.
Fonte: A Tarde on-line



 Voltar
Boleteen - Colégio 24 Horas