NOVO “DIRETOR” DO ENEM É UM GENERAL


O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) confirmou a nomeação do general da reserva Carlos Roberto Pinto de Souza para a Diretoria de Avaliação da Educação Básica (Daeb). É esse órgão que coordena a elaboração do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
Souza não tem formação na área de avaliação escolar. É doutor em altos estudos militares pela Escola de Comando e Estado Maior do Exército, no Rio de Janeiro, e mestre em estratégia pelo Command and General Staff College, no Kansas (EUA).
Até então, trabalhava como assessor no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Suas experiências anteriores são como servidor público no campo da Defesa: foi instrutor no Exército, chefe do Centro de Defesa Cibernética e comandante do Centro de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército.
No início do ano, a nomeação de Murilo Resende Ferreira para a Daeb chegou a ser publicada na edição de 16 de janeiro do "Diário Oficial da União" (DOU) - mas ele nem chegou a assumir o cargo. A determinação foi revogada dois dias depois.
Apenas em 14 de fevereiro, Paulo César Teixeira ocupou o posto. Ele permaneceu pouco mais de um mês na diretoria, até pedir para ser exonerado em 27 de março. Sua decisão foi tomada logo após a queda do presidente do Inep, Marcus Vinicius Rodrigues.
O cargo ficou vago até meados de abril, quando Francisco Vieira Garonce foi nomeado para a Daeb. Ele também deixou a função, em 6 de maio.
Em portaria publicada no DOU no dia 31 de maio, foi anunciado que Camilo Mussi seria o substituto eventual. Ele permaneceu na Daeb até Souza ser confirmado como o novo diretor.
Segundo o Inep, a troca de cargos e a nomeação de um diretor da Daeb a pouco mais de 2 meses do Enem não coloca a organização da prova em risco.
"O corpo técnico especializado do instituto trabalha para que não ocorra prejuízo aos estudantes ou qualquer comprometimento nos exames. (...) o Inep mantém uma atuação de transparência para garantir o avanço e o fortalecimento da educação brasileira", afirma o comunicado.



 Voltar
Boletim Diretor - Colégio 24 Horas