Rio de janeiro, 5 de agosto de 2020

REUNIÃO COM PREFEITO SOBRE A VOLTA ÀS AULAS PRESENCIAIS

Prezados Associados,

Tivemos uma reunião ontem, 29, com o Prefeito Marcelo Crivella, outras representações sindicais e alguns secretários, além da Vigilância Sanitária.

Uma nova agenda foi acertada para quinta-feira, a partir do instante em que não houve consenso quanto à data de reinício das aulas.

A seguir, dois documentos enviados pela manhã pela Prefeitura. Neles, o distanciamento nos pareceu excessivo, mas os demais cuidados e preocupações para a saúde dos alunos e professores são também nossos. Desejamos a Vida com a Volta às Aulas.

    

Confira os protocolos da Prefeitura:

Fundamental e Ensino Médio

Creche e Educação Infantil.

 

REUNIÃO COM A PREFEITURA

Um resumo da reunião feita por nossos representantes no encontro:

“Foi aberta a reunião com a palavra do representante do SINEPE RIO, que teceu elogios ao protocolo elaborado pela equipe da Vigilância Sanitária, afirmando  que as escolas particulares estão totalmente alinhadas com o documento.

Muitos colégios, fundamentados no protocolo da Prefeitura, estão individualizando seus planos de ação de acordo com as suas características, para uma  abertura gradativa e segura (triagem de profissionais, responsáveis e alunos; controle e programação de entrada e saída de alunos e responsáveis; cuidados em relação à nutrição; organização dos espaços e orientação às famílias, entre tantas outras medidas).

Reforçamos a importância da escola particular na multiplicação das orientações para uma convivência social dentro dessa nova realidade.

A Prefeitura expôs com dados realizados pelo Comitê Científico que a mortalidade por COVID está em curva descendente e as demais comorbidades (câncer, problemas cardíacos e outras) tiveram uma elevação de taxa neste período. Tudo bem monitorado e apresentado no site da Prefeitura   https://coronavirus.rj.gov.br/boletins/

Os técnicos da Prefeitura veem uma oportunidade para o segmento escolar, pois a curva está favorável para se iniciar de forma gradual a retomada das aulas presenciais. Foi reforçado pelo argumento de que seria um retorno optativo para famílias e profissionais.

POSICIONAMENTO DO SINEPE RIO

A) A Escola Privada tem  formas de organização e atuações bem distintas das escolas da rede pública, além da natural autonomia.

B) Três razões para a volta:

 1- A pressão da maioria das famílias que está voltando ao trabalho e confia nos colégios em que seus filhos estudam.

2- Quando se considera a preservação da saúde de todos, não podemos esquecer que ao mantermos a quarentena por tempo indeterminado há perdas num dos pilares mais importantes na formação do ser humano: a convivência, a troca, o relacionamento presencial.

3- Voltar às aulas, com os devidos cuidados, zelando pela vida, mantendo a segurança dos alunos, dos professores e dos funcionários ajuda a amenizar os danos irremediáveis que a quebra das relações sócio-afetiva-cognitivas está trazendo a centenas de milhares de crianças e jovens, privados do contato com seus amigos e ambiente de ensino comum.

OBSERVAÇÃO:

O Retorno de cada Instituição depende de sua própria conveniência, assim como do posicionamento de sua clientela.

Não há nenhuma imposição para essa volta, respeitada a autonomia de cada uma das escolas acerca do momento oportuno e da metodologia que irá adotar.

JC Portugal

 Escola Particular: liberdade e democracia começam aqui.

 

Rio de Janeiro,  30 de junho de 2020

Voltar

Saiba tudo sobre a Base Nacional Comum Curricular

COVENÇÃO COLETIVA 2019/2020

Informações sobre o Pisa

REFORMA TRABALHISTA


Confira o Quadro Comparativo aqui

EDIÇÃO IMPRESSA


FILIADO